Seja bem-vindo(a) ao Site Oficial do Santuário São Geraldo Majela         -         Itabira, Minas Gerais - 23 de fevereiro de 2024         -         Acesse nossas redes socais

Itabira, 23 de fevereiro de 2024

INTENÇÕES DO SANTO PADRE Papa Francisco MÊS DE novembro  .  2022
TODAS AS INTENÇÕES DO PAPA

Pelas crianças que sofrem

04/11/2022 . Intenções do Papa

Para que as crianças que sofrem – as que vivem na rua, as vítimas das guerras, os órfãos – possam ter acesso à educação e possam redescobrir o afeto de uma família.

Reflexão

O Papa Francisco continua a propor uma série de intenções que se situam no contexto pós-pandemia de Covid-19. Para além das grandes dificuldades que esta continua a trazer, a situação ainda mais se agravou com a guerra na Ucrânia e a consequente instabilidade política e económica. As crianças estão entre aqueles que mais sofrem com estas crises, pois são incapazes de se defender ou proteger e tornam-se, por isso, muito vulneráveis. Ainda estão muito vivas na nossa mente as imagens do início da guerra, quando víamos famílias a fugir desesperadamente e, em muitos casos, crianças sozinhas, arrancadas dos seus ambientes e das suas famílias. Em tantos lugares do mundo, situações semelhantes atiram as crianças para as ruas, órfãs e abandonadas à sua sorte, expostas a inúmeros perigos.

Por isso, o Santo Padre chama a nossa atenção para a necessidade de nos empenharmos, na medida das nossas possibilidades, em ir ao encontro dos mais peque- nos, tudo fazendo para que as crianças que estão expostas a estas dificuldades possam ter acesso à educação e ao carinho de uma família. Neste mês, deixemos ecoar no nosso coração estas palavras que o Papa Francisco proferiu a 8 de abril de 2015 e procuremos trazê-las para a vida: «[…] todos nós, adultos, somos responsáveis pelas crianças e por fazer cada qual o que pode para mudar esta situação. Refiro-me à “paixão” das crianças. Cada criança marginalizada, abandonada, que vive pelas ruas a pedir esmola, sem ir à escola, sem cuidados médicos, é um clamor que sobe até Deus e acusa o sistema que nós, adultos, construímos. Mas também nos países chamados ricos muitas crianças vivem dramas que as marcam de maneira pesada, por causa da crise da família, dos vazios educativos e de condições de vida por vezes desumanas. Mas nenhuma destas crianças é esquecida pelo Pai que está nos Céus!».

Oração

Senhor Jesus, que nos pediste
para deixar as crianças irem até ti,
envia o teu Espírito de conforto e alívio
a tantas crianças em todo o mundo
que são vítimas e violência,
marginalização e negligência.
Dá-nos um coração generoso
para lhes oferecer
caminhos concretos de esperança,
através de uma educação
que lhes abra possibilidades
de liberdade e decisão.
Desperta em nós
o desejo de as acolher
no amor sanador de uma família
que cuide e que abrace,
restaurando assim a dignidade
de filhos do mesmo Pai amoroso.
Ámen.

Desafios

– Proteger: Que compromisso concreto podes assumir este mês para responder às necessidades de uma criança que conheças?
– Aliviar o sofrimento: Podes ter um gesto concreto que alivie o sofrimento de uma criança?
– Ser ternura: Aproxima-te dos pais das crianças que passam por dificuldades com coração disponível para o que for necessário.
– Responder às necessidades: Presta atenção e serve as pessoas que te rodeiam.
– Valorizar o outro: Expressa o afeto que sentes pelas pessoas que te são próximas.