Seja bem-vindo(a) ao Site Oficial do Santuário São Geraldo Majela         -         Itabira, Minas Gerais - 14 de abril de 2024         -         Acesse nossas redes socais

Itabira, 14 de abril de 2024

29ª Festa da Mãe Peregrina é realizada em Itabira

03/11/2022 . Notícias da Paróquia

O Santuário São Geraldo Majela, comunidade da Paróquia Nossa Senhora da Penha, em Itabira, realizou no dia 29 de outubro de 2022, a 29ª festa da Mãe Peregrina. Um momento especial da comunidade com a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt.

Após uma carreata que teve início às 13h, no interior do Santuário aconteceu um belo momento mariano e às 15h foi celebrada a Santa Missa presidida pelo Pe. Ueliton Neves da Silva, pároco, que logo no início acolheu a imagem de Nossa Senhora e seguida das missionárias e dos missionários com as capelinhas da Virgem Santa. Concelebrou a Santa Missa o Pe. Renato Menezes, pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus.

A festa em honra a Mãe Rainha aconteceu no interior do Santuário São Geraldo que ficou repleto de tantos devotos(as), vindos dos mais variados recantos do município de Itabira. Do singelo altar ornamentado com flores naturais, a imagem “da Mãe Peregrina”, como carinhosamente o título foi batizado no coração do povo, recebia os olhares afetuosos dos fiéis que pareciam encontrar “abrigo espiritual” no olhar terno da Mãe que fez de uma capelinha um “santuário de amor”.

Em sua homília, Pe. Ueliton falou sobre a dimensão missionária de Maria e de todos que fazem parte do movimento. “Apressadamente foi ao encontro de sua prima Isabel, mostrando que o discípulo de Cristo não pode ser acomodado e deve estar sempre em saída, ao encontro do necessitado”.

Ao final da Celebração Eucarística, foi apresentada a nova coordenadora da cidade, Valdênia, que responderá pelo Movimento nos próximos. Pe. Ueliton conduziu a adoração eucarística encerrando com a bênção do Santíssimo.

Movimento da Mãe Peregrina

A Campanha da Mãe Peregrina faz parte da Obra Internacional de Schoenstatt, fundada pelo Pe. José Kentenich em 18 de outubro de 1914, em Schoenstatt, na Alemanha. O desejo o do sacerdote era de que a Imagem de graças da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt tivesse um lugar de honra nos lares.

Esse movimento ficou conhecido como “Aliança de Amor de 1914”, e em 18 de outubro desse mesmo ano foi oficializada a Obra de Schoesntatt.  Em 1915, os fiéis, então, deram o nome de “Maria Três Vezes Admirável” à imagem colocada na capelinha de São Miguel, e que é cópia do quadro original pintado por Crosio, um pintor italiano do século XIX. Maria é venerada como intercessora junto à Deus, alcançando tríplice graça a seus devotos: a graça do abrigo espiritual, a graça da missão e da fecundidade apostólica.

A imagem de graças da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt é a reprodução de uma obra do pintor italiano, Crosio, criada no fim do século XIX. O título original desta imagem é “Refugium Peccatorum” – Refúgio dos pecadores.

Na imagem vemos Maria, a Mãe de Deus, com seu Filho Jesus,  intimamente unidos. Maria segura seu Filho com ambas as mãos. Com a esquerda O estreita a si, e com a direita segura o braço do Filho, oferecendo-o ao mesmo tempo a Deus Pai. Apesar de sua atitude tão relacionada com o Filho, ela o abraça desprendida de si mesma.

Confira algumas fotos deste dia:

Texto e fotos: Pascom da Paróquia Nossa Senhora da Penha