Seja bem-vindo(a) ao Site Oficial do Santuário São Geraldo Majela         -         Itabira, Minas Gerais - 21 de maio de 2024         -         Acesse nossas redes socais

Itabira, 21 de maio de 2024

Sexta-Feira da Paixão do Senhor: Tudo está Consumado

18/04/2022 . Notícias da Paróquia

A sexta-feira santa, dia 15 de abril, foi marcada por diversas celebrações na Paróquia Nossa Senhora da Penha. Logo pela manhã, ainda de madrugada, todas as comunidades urbanas seguiram para o Santuário São Geraldo Majela rezando a via-sacra e, estando no Santuário, às 07h, celebramos a misericórdia do Senhor. De 08h às 12h o Santíssimo na âmbula ficou exposto para adoração na capela da Igreja São Geraldo. Às 15h celebramos a ação litúrgica da Paixão do Senhor com o rito de adoração a Jesus na Santa Cruz e a Comunhão Eucarística. Devido aos cuidados ainda com a pandemia da COVID-19, a adoração a Jesus na Santa Cruz se deu por vênia e/ou genuflexão, sem o tradicional toque e beijo, o que foi realizado somente pelo presidente da ação litúrgica. As comunidades que celebraram a ação litúrgica foram: Sagrado Coração de Jesus, São Geraldo Majela, Matriz Nossa Senhora da Penha, Nossa Senhora das Graças e São José.

A morte de Jesus não se dissocia de sua vida. Jesus viveu como morreu e morreu como viveu. Sua existência humana, cujo cume é a cruz, foi oferta de si mesmo para Deus e para a humanidade.

Excepcionalmente, por causa da celebração da Paixão, neste dia não há missa. A liturgia se centra na Palavra de Deus, a qual recorda o mistério do final da vida de Jesus e o sentido que ele deu à própria existência até a cruz. A esta associamos outras cruzes e outros crucificados da história, até nosso tempo presente. Refletimos também sobre nossa cruz e crucifixão.

Os ritos deste dia nos remetem ao silêncio do abandono de Jesus, ao que ele passou e à sua confiança na ação de Deus. Contemplamos o mistério da cruz para sermos testemunhas de que a morte não vence o amor de Deus pela humanidade. As leituras explicitam esse mistério paradoxal da fé cristã. Às 20h, após o sermão do descendimento de Jesus da cruz no adro da Catedral Diocesana, seguimos em procissão com o esquife do Senhor Morto para a Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade.

Texto e Fotos: Pascom Paroquial